Bem vindos ao Paginário

Uma coleção de páginas para partilhar o quotidiano, o imaginário, a criatividade e o artesanato de uma família aprendiz de e apaixonada pela Slow Life, pela Transição e Permacultura e empenhada na Sustentabilidade e na Cidadania Ecológica.

A Arrábida sob o véu das marés…

Serra da Arrábida vista a partir de um banco de areia que se estende ao longo da praia e onde o mar desenhou a sua ondulação na areia

Quem está de passagem não se dá conta da beleza escondida na praia da Figueirinha… É preciso acompanhar o movimento das marés para descobrir esse segredo.

Quando o véu de água azul esmeralda desnuda a praia sob a influência da Lua, revela um banco de areia, um caminho dourado para uma dimensão sagrada…

Uma caminhada  ao longo dessa via secreta desvenda um novo olhar sobre a Serra da Arrábida. É outra praia, outra Serra que se descobrem. Uma paisagem que muda ao ritmo das marés e que escreve Poesia nas ondas que desenha na areia, na luz que reflete na água, na silhueta da Serra que se ergue majestosa e imponente.

Só descobre este tesouro quem se deixa embalar pela canção do mar. Quem vai e vem. Quem regressa. Quem se aventura nos caminhos secretos. Quem tem alma de peregrino e descobre na Serra uma catedral…

Banco de areia que se estende ao longo da praia da Figueirinh q e se aproxima do Portinha da Arrábida que se vê ao fundo

 

Fotos Panorâmicas (se clicar nos links das fotos, obterá maior detalhe):

phoca thumb l DSC 0133

 

phoca thumb l dsc 0139

Comentários

  • Nenhum comentário encontado

Deixe os seus comentários

0