Aldeia da Cava

Este fim de semana foi preciso abrandar. Parar mesmo. Para respirar. Respirar a sério. Sem acelerações. Para sentir a brisa no rosto. Para abraçar os filhos sem pressa. Para reencontrar amigos de infância. Para dar tempo ao tempo. Para ver a erva crescer. ..e os aerogeradores a girar vagarosamente num dia sem vento. Sonolento

Fizemos por isso um pequeno retiro até à nossa Cava sempre hospitaleira e calorosa…

Aldeia da Cava ao anoitecer

Guardar

Comentários

  • Nenhum comentário encontado

Deixe os seus comentários

0