Bem vindos ao Paginário

Uma coleção de páginas para partilhar o quotidiano, o imaginário, a criatividade e o artesanato de uma família aprendiz de e apaixonada pela Slow Life, pela Transição e Permacultura e empenhada na Sustentabilidade e na Cidadania Ecológica.

Na mais alta torre, entre princesas de longas tranças e cavaleiros…

A Ilha e o Castelo de Almourol no rio Tejo

Domingo passado foi o último dia das férias escolares do Maxi. Foi também a nossa última visita deste ano no âmbito do programa Ciência Viva no Verão 2013. Almourol foi o nosso destino…

Ao contrário do previsto, não foi possível visitar o interior do monumento, porque, no interregno entre a organização desta atividade e a sua concretização, o Castelo de Almourol fechou para obras, sendo que por agora não se sabe ao certo quando voltará a abrir as portas ao público.

Barquinho de pesca no rio Tejo, Almourol, Portugal

Apesar deste contratempo, a visita valeu cada minuto. O dia estava lindo, o lugar é magnífico, a deslocação de barco é um passeio muito agradável e o entusiasmo e paixão da nossa guia conduziram-nos bem mais longe do que meramente ao interior de um Castelo de muralhas despidas. Com ela viajámos pela Idade Média… vimos Mouros numa margem do rio Tejo e Cristãos na outra, vimos os Templários, vimos as princesas de longas tranças e os cavaleiros que combateram por elas…compreendemos o castelo enquanto tecnologia e estratégia militar, uma perspetiva sob a qual até esta data ainda não me tinha detido e que é deveras interessante. A importância da torre de menagem e dos diferentes  níveis de torres, a forma e construção das muralhas, os acessos… enfim uma série de detalhes estratégicos que passam facilmente desapercebidos, mas que fazem imenso sentido.

Tancos e Vila Nova da Barquinha abriram-nos o apetite para regressarmos. O lugar é mágico.

Tancos, Vila Nova da Barquinha, rio Tejo, Portugal

Comentários

  • Nenhum comentário encontado

Deixe os seus comentários

0