duas fileiras de frascos cheios de doce de tangera, mas ainda sem etiquetas

Por aqui somos sérios adeptos do “Do-it-yourself”. Cozinhamos, costuramos, restauramos, reparamos, pintamos, construímos, jardinamos… estamos sempre em atividade!

Neste âmbito, nos últimos anos, o Natal tem-se tornado cada vez mais o momento por excelência do “Do-it-yourself” cá em casa! Cada vez mais, optamos por criar as nossas próprias lembranças. Este ano foi assim…

  • Doce de tangera

Quantro frascos com doce de tangera com as etiquetas natalícias bem visíveis

Para aproveitarmos melhor as nossas laranjas, já vem sendo hábito todos os anos fazermos “marmelade” no final do outono. Este ano resolvemos experimentar também doce de tangera. Gostámos bastante. Ainda nos falta experimentar o curd de limão, mas lá chegaremos. 

  • Chá de lúcia-lima

 Latas e frascos forrados e reutilizados para embalar chá

Do chá já vos falámos aqui e aqui. Falta referir que fomos buscar as etiquetas para o doce e para o chá a esta página. Imprimimos em papel de etiqueta formato A4 e depois recortámos.

  • Anti-traças natural

Caixa transparente cheia de trouxinhas de anti-traça natural

Tínhamos frascos e caixas de chocolate vazias para reutilizar. Tínhamos compressas que sobraram de quando o Mini era bebé, mas que já não estavam assépticas para usar nas feridas. Tínhamos chá de lúcia-lima e de cidreira que sobraram do ano passado. Juntámos louro e cravinho. Fizemos trouxinhas. Ornamentámos as embalagens com corações de veludo autocolante e etiquetas. O resultado foi mimoso e o perfume muito agradável e eficaz.

  • Bijutaria

Também confecionámos alguns colares com espirais em cobre, mas não nos lembrámos de os fotografar. Fica para a próxima. Entretanto fica este link onde podem aprender a fazê-los.

  • Boneco de neve

Frasco de tremoços reutilizado para embalar o boneco de neve

Uma peúga branca com o calcanhar gasto, uns restos de lã, uns restos de enchimento, umas agulhas de bordar, de crochet e de tricot. Um frasco de tremoços vazio (em plástico) e uma fita para a embalagem. Muito amor e paciência. E eis um bonequinho de neve para fazer um pequenote feliz! Não imaginam o tamanho do sorriso que ganhámos! E a alegria e entusiasmo porque o boneco tinha o seu próprio transporte (a embalagem)!!!!

Boneco de neve feito de peúga

  • Bonecas de papel

Imagem de uma boneca de papel com alguns dos seus vestidos atrás

As bonecas de papel fizeram as minhas delícias na infância. Que tardes bem passadas com as amigas! Achei que valia a pena tentar reavivar a tradição entre as mais jovens na nossa família. Papel grosso para imprimir, cartão de caixas de cereais para tornar as bonecas mais sólidas, caixas de gelado para embalar cada boneca com o seu guarda-roupa, um cd com fatiotas extra e uma dedicatória a explicar a ideia… Creio que foi um presente pelo menos surpreendente! E para o Maxi foi um excelente exercício de motricidade, pois foi ele que recortou as dúzias de vestidos! As bonecas são simplesmente lindas e estão disponíveis aqui.

  • Porque optamos pelo “Do-it-yourself”?

Será para poupar? É sem dúvida. O Natal não pode arrasar com o nosso orçamento familiar. Nem podemos arrasar com o Natal, tornando-o num pesadelo financeiro!

Será para aproveitar melhor os recursos que temos disponíveis no quintal? Claro! Tantas tangeras, laranjas e limões maravilhosos! Um verdadeiro tesouro que merece ser valorizado.

Será para fugir ao espírito mesquinho que por vezes marca esta época? Ah, pois é! Competição, materialismo, hipocrisia… Má onda! Não vamos nela.

Será para evitar o consumismo desenfreado e a dádiva de tralha supérflua? Também. Um pouco mais de critério e de minimalismo na escolha das prendas parece-nos importante para uma vida mais sã.

Será pela redução do desperdício e pela sustentabilidade da vida na Terra? Pois tem que ser! Assim reduzimos o desperdício, reciclamos, reutilizamos e recuperamos! Aproveitamos melhor os recursos do Planeta. É necessário.

Serão estes os nossos principais motivos? Não. Não são. Apesar de muito importantes… não são.

Então, quais são? Bem… Detestamos fazer compras! Envergonhado Eu sei. Não é muito normal, mas é assim. Detestamos andar pelas lojas apinhadas de gente, bombardeados por tantos estímulos… ficamos os quatro rabugentos, impacientes, irritados… Não há quem nos ature! Confuso

Ao contrário, adoramos os nossos momentos em família, no aconchego do nosso lar. Aí sim, a magia do Natal acontece. De lareira acesa, ao som de uma boa música, com os nossos barretes de Natal na cabeça, da nossa mesa de trabalho vamos vendo nascer as pequenas lembranças preparadas com muito carinho e alegria e muita, mas mesmo muita, paz de espírito. A nossa casa transforma-se na oficina do Pai Natal! Pelo menos no nosso imaginário… Coração vermelho

Mas mesmo assim ainda há espaço para aperfeiçoarmos. Como o que pretendemos é evitar o stress e preservar a sanidade mental, concluímos que a preparação tem de começar muito mais cedo, para não concentrar tanta atividade no mesmo período. Este ano ficou decidido que os preparativos de Natal começam assim que acaba a escola! Nas férias grandes temos de aproveitar para ir logo avançando com a confeção dos presentes. Além de tudo o mais, esta é uma excelente ocupação de férias - muito lúdico-pedagógica! Piscar de olho

E no meio disto tudo, ainda há espaço para algumas compras? Há sim. Poucas, mas boas. Livros. Sobretudo livros. Sempre que fizer sentido continuaremos a oferecer livros. E artigos solidários. Este ano comprámos alguns porta-chaves do Mateus. E, se tivermos possibilidade, de vez em quando algum artesanato de autor de boa qualidade. Mas compramos tudo online! A rir alto Ah! E alguns produtos locais muito gourmet: queijos de Azeitão e tortas, claro! Que delícia!

Comentários (2)

  • Visitante (Elisabete)

    Lá! Na casa do paginário a magia acontece de verdade! A Magia do Natal! A Magia da AMizade! Enfim, A MAGIA!
    Eu que o diga! Doces maravilhosos onde os ingredientes vêem saturados de Amor.
    Pois é! é de fazer inveja. :)
    Beijinhos

  • Olá Jabete!
    Que bom ver-te por aqui neste nosso cantinho da blogosfera. Muito obrigada pelo comentário. Sabe bem descobrir que alguém nos lê... de vez em quando tenho a sensação que estamos a blogar para um amigo imaginário! :lol:
    bjokinhas goooordas

Deixe os seus comentários

0
Desenvolvido por Komento