Slow living e simplicidade voluntária (Blog)

Há quase dois anos que não publicamos no blog. Há quase dois anos que parámos o projeto Tecedeira.

Foram dois anos muito intensos, com muitas atividades e muitas mudanças na nossa vida e no nosso íntimo. Depois de termos aprofundado cada vez mais o nosso conhecimento sobre o descalabro ambiental e os intensos desequilíbrios ecológicos em curso, tornou-se impossível continuarmos como se nada fosse.

Estamos a construir um novo projeto, mais alinhado com a nossa conciência atual e com a necessidade de um Desenvolvimento Sustentável.

Gostamos muito de criar e de artesanato, mas decidimos abordar esta paixão numa perpetiva do Desperdício Zero e da Economia Circular. Não queremos continuar a explorar recursos que são cada vez mais escassos, nem promover o consumo inconsciente (consumismo).

Queremos fomentar a reutilização e o restauro como ferramentas para um consumo mais consciente e para uma economia mais realista e respeitadora dos limites físicos do nosso Planeta. Queremos também aproveitar a oportunidade para valorizar a reutilização e o restauro enquanto arenas de criatividade, bem-estar e regeneração.

Revelaremos mais sobre este projeto em breve. Entretanto, damos por encerrado o projeto Tecedeira.

Até já.

 

20170912 1821351

Quase todos os anos prolongamos a vida das mochilas escolares. Este ano foi um deles. A mochila do Maxi estava impecável e não necessitou de qualquer intervenção. A mochila do Mini-Puto, embora tenha resistido bastante bem ao ano letivo, ainda assim tinha alguns danos pouco significativos que mereceram ser restaurados para prevenir estragos maiores.

DSCF2408

Sim, este post vem na sequência do anterior e vamos continuar a falar das ações da Ciência Viva no Verão em que participámos este ano. Neste caso, vamos levantar o véu sobre o que descobrimos relativamente a formigas e morcegos. Se têm crianças e jovens na Família, estas ações merecem toda a vossa atenção. O mesmo se aplica se trabalham na área da Educação e do Lazer com crianças e jovens. Mas estas ações têm interesse para um público mais vasto. Assim de imediato, vem-nos logo à mente o quão úteis podem ser para os horticulores e permacultores do nosso País.

20170724 110102

Pois foi, estivemos de férias. E como sempre a Ciência Viva no Verão fez parte do cardápio. Já vos dissemos o quanto adoramos a Ciência Viva no Verão? Sim, eu sei. Todos os anos repetimos o mesmo, mas é porque realmente nunca nos desilude. Graças a estas inciativas, descobrimos sempre algo de fantástico e surpreendente. Este ano, graças à ação Ciclo do Sal, descobrimos as Salinas do Samouco. Aqui tão pertinho e nunca lhes tínhamos dado a merecida atenção! Como é que podemos ser sempre tão cegos ao que nos rodeia?!

19904953 877219569093019 9092160211391109796 n

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de histórias. Adoro histórias! Daquelas que vêm em livros repletos de ilustrações espantosas, ou em enormes ecrãs de cinema que me fazem sentir novamente uma criança, ou no corpo e na voz dos mais diversos atores e contadores de histórias que me fazem sonhar... mas as histórias que mais me emocionam são as aventuras e as experiências maravilhosas que acontecem no dia a dia e onde os atores são pessoas reais! Aquelas histórias em que as pessoas que guardam em si a Poesia da Vida referida por Edgar Morin, fazem acontecer magia! Essas são as melhores histórias do mundo. Ainda mais quando temos o privilégio e a alegria de fazer parte delas.