Bem vindos ao Paginário

Uma coleção de páginas para partilhar o quotidiano, o imaginário, a criatividade e o artesanato de uma família aprendiz de e apaixonada pela Slow Life, pela Transição e Permacultura e empenhada na Sustentabilidade e na Cidadania Ecológica.

Paginário - Blog PT

De regresso ao berço

Árvore no topo de uma escarpa com parte do enraízamento à vista

A Cava é uma pequena aldeia situada na freguesia da Madeirã, concelho de Oleiros, na Beira Baixa. Aí nasceram alguns dos nossos antepassados. Aí nasceu também uma parte de nós e algumas das raízes que sustentam o nosso ser e o nosso sentir. O nome da pequena aldeia vem-lhe da sua localização no fundo de um magnifico anfiteatro montanhoso. Em criança, ouvi muitas vezes ser-lhe feita a analogia à cova, quase como uma referência à morada final. Se a memória não me falha, julgo até que teria sido esse o seu nome inicial (terei de averiguar). Compreendo a alusão negativa. O relevo difícil, a desertificação do interior, a falta de oportunidades de trabalho e educação, os acessos outrora complicados, a vida dura… são inúmeros os fatores que para tal contribuíram. Compreendo a alusão, mas felizmente não partilho dessa perceção. Para mim a Cava não é a cova, nem a derradeira morada. É o berço.

Ler mais: De regresso ao berço

A cumplicidade das árvores…

Imagem de dois pinheiros altos, lado a lado.

No fim de semana passado estivemos numa festa de aniversário na Quinta da Qura em Albarraque. Na Quinta da Qura funciona um Centro de Reabilitação com cavalos. Está instalada num espaço muito castiço e agradável que rentabilizam alugando também aos fins de semana e feriados a quem quiser realizar lá a sua festa de aniversário ou qualquer outro tipo de convívio.

Ler mais: A cumplicidade das árvores…

Num piscar de olhos…

Marianinha - Streptosolen jamesonii

Estávamos no final de Março. Chovia desalmadamente. Cá em casa, estávamos a ficar quase tão cinzentos como aqueles dias que teimavam em esconder de nós o sol . A última lembrança clara que tenho é de andar louca debaixo de chuva de granizo num sábado à noite a cobrir umas pequenas courgettes, numa tentativa desesperada de as salvar, e pensando para comigo “Será que este inverno não tem fim?” Nuvem de tempestade

Ler mais: Num piscar de olhos…

Afinal o nosso regime alimentar tem nome!

 Resultados de pesquisa sobre pirâmides alimentares nas imagens do Google

 

Nunca nos apegámos a um regime alimentar em particular. Quando andava na faculdade ainda experimentei tornar-me vegetariana por razões éticas. A experiência durou perto de um ano, mas acabei por desistir porque a logística de ser vegetariano há vinte anos atrás era bastante complicada, sobretudo para quem precisava de comer fora regularmente.

Ler mais: Afinal o nosso regime alimentar tem nome!

Crescem as abóboras e courgettes…

Courgette a germinar

Na estufa, as abóboras e courgettes já espreitam há alguns dias. Temos ficado boquiabertos com a velocidade a que crescem. Entre a primeira e segunda fotos das courgettes aqui mostradas passaram pouquíssimos dias, mas a diferença é enorme!

Plantinha de courgette

Vida nova no quintal

Imagem de uma pequena oliveira

 

Hoje é dia de mercado em Azeitão. É o rebuliço habitual do primeiro domingo de cada mês. Um mercado tradicional cheio de vida e de cor, de sons e cheiros. É o dia das farturas, de comprar plantas e criação, de ouvir os pregões de quem vende…

Ler mais: Vida nova no quintal

Simplesmente limão…

Taça com um limão partido em quartos

Ao longo dos anos, devagar, devagarinho, temos feito opções no sentido de uma vida mais sustentável quer para o planeta, para a nossa saúde ou para a nossa carteira.

Ler mais: Simplesmente limão…

As primeiras flores de jasmim

Algumas flores de jasmim a florir num grande plano da planta

 

No quintal surgem as primeiras flores de jasmim… anunciam-nos que a primavera não tarda. Ainda bem. Cá em casa ansiamos todos por dias de sol passados lá fora. Tem sido um ano de muita chuva maravilhosa, mas confessamos que já nos cansa.

Os chuchus

14022013815

Há já alguns anos que temos pés de chuchu na nossa horta. Como muitas outras plantas na horta, foi o Sr. M. que lá os pôs. No início não lhes ligávamos muito. Substituíam os nabos na sopa e pouco mais. Depois a pouco e pouco fomos descobrindo receitas mais apetitosas e hoje somos fãs.

Os pés de chuchu duram alguns anos e depois morrem. Este ano já só havia um e ainda por cima precisávamos de o mudar de lugar, porque naquele sítio empatava. Quando estava no hospital e ainda longe de prevermos um desfecho tão doloroso, o Sr. M. deu-nos algumas dicas de como propagar os chuchus. Com estas dicas em mente e algumas pesquisas que já tínhamos realizado na Internet, pusemos mãos à obra.

Ler mais: Os chuchus

Começámos as sementeiras

Embalagens de queijo fresco usadas para as sementeiras na horta

Cá em casa começámos as sementeiras no último fim de semana e temos adiantado todos os dias um bocadinho. As sementeiras são um excelente pretexto para reutilizar embalagens. Tínhamos imensas guardadas para este efeito, mas mesmo assim não devem chegar. Entre elas destaca-se uma quantidade generosa de boiões de iogurte, embora as nossas favoritas sejam as dos queijos frescos. São de um material mais resistente e duradouro e muito boas de arrumar nas bandejas de esferovite que também fomos colecionando para este efeito. Além disso, já trazem o buraquinho pronto! Piscar de olho 

Ler mais: Começámos as sementeiras

PUB
Plano Nacional de Leitura - www.wook.pt