Blog

Foto de um execerto do livro O guardião das coisas pequenas de Begoña Oro

Os livros e as leituras têm lugar cativo neste blog. Entre essas leituras, nesta fase da nossa vida destacam-se muito particularmente aquelas que fazemos com as nossas crias. Os momentos de leitura cá em casa são momentos de doçura familiar. Ler para eles e com eles é valorizado e prezado por todos, embora tenda a ser sobretudo uma cumplicidade entre mãe e filhos. E para mim como mãe, são momentos preciosos. Não o são meramente pelo seu valor pedagógico, embora o reconheça, claro, e saiba que são um dos motivos que os levam a gostar tanto de livros. Mas são preciosos principalmente porque nos permitem sonhar, rir e chorar juntos. Adoro que nos emocionemos juntos. São preciosos também porque nos permitem descobrir, aprender, refletir, conversar e são o ponto de partida para tantas outras partilhas valiosas. Para mim pessoalmente trazem também o bónus de me permitirem mergulhar novamente no universo da infância e do seu imaginário. Confesso: adoro literatura infanto-juvenil!

Mão sob uma camélia branca na árvore

…preciso dizer adeus ao Sr. M.

 

Pés calçados com uns botins-pantufas com as solas restauradas

O R. recebeu estas pantufas pelo Natal. A “sola” de tecido com relevos rugosos prometia transformá-las muito rapidamente em lixo. Bem dito, bem feito… uma semana de uso e começaram logo a surgir os primeiros buracos!

Cesto com produtos da horta (couves, laranjas, limões, louro)

 

Esta foi a colheita de hoje:

Couves + nabiças = sopa

Limões + laranjas + tangeras = fruta, tempero, sumos

louro = anti-traças (vamos experimentar…aqui pela Internet há quem diga que funciona. Já há muito que queremos substituir os desagradáveis anti-traças químicos por alternativas mais naturais e menos perigosas para as nossas crianças. Andamos a experimentar sobretudo os produtos que temos disponíveis na horta. Já experimentámos com cascas de limão secas, mas não notámos que deixe grande aroma no roupeiro, o que nos deixa dúvidas sobre a sua eficácia… Agora vamos tentar as folhas de louro verdes. Louro não nos falta... temos uma pequena floresta dele no quintal!)

Pequena floresta de loureiro (laurus nobilis)