• 20170912 1821351

    Quase todos os anos prolongamos a vida das mochilas escolares. Este ano foi um deles. A mochila do Maxi estava impecável e não necessitou de qualquer intervenção. A mochila do Mini-Puto, embora tenha resistido bastante bem ao ano letivo, ainda assim tinha alguns danos pouco significativos que mereceram ser restaurados para prevenir estragos maiores.

  • Pantufas tricotadas com restos de lã

    As pantufas do Maxi-Puto estão prontas. Como prometido no post anterior, vimos aqui partilhar algumas fotos.

  •  

    Tricotar botas de lã

    Todos os anos passamos pela saga das pantufas! A maior parte das pantufas que compramos para os nossos filhos não duram um inverno! Venham de que loja vierem. E lá fico eu desolada a olhar para elas, porque me aflige deitá-las para o lixo. O lixo que a nossa sociedade produz aflige-me cada vez mais. Aliás, é um conceito que nunca deveria ter sido inventado. Polegar para baixo

  • duas fileiras de frascos cheios de doce de tangera, mas ainda sem etiquetas

    Por aqui somos sérios adeptos do “Do-it-yourself”. Cozinhamos, costuramos, restauramos, reparamos, pintamos, construímos, jardinamos… estamos sempre em atividade!

    Neste âmbito, nos últimos anos, o Natal tem-se tornado cada vez mais o momento por excelência do “Do-it-yourself” cá em casa! Cada vez mais, optamos por criar as nossas próprias lembranças. Este ano foi assim…

  • Latas e frascos forrados e reutilizados para embalar chá

    Recordam-se da nossa colheita de lúcia-lima? A necessidade de embalar aquele belo chá foi pretexto para reutilizarmos algumas latas e frascos.

  • Detalhe do restauro do assento com corda sisal

    Quando o Maxi-Puto era pequeno, oferecemos-lhe uma linda cadeirinha alentejana com assento de palha. Passado pouco tempo, chegou à nossa vida a Mimosa, uma gatinha malhada ainda bebé, muito brincalhona e traquinas. O resultado? Cadeira alentejana + gatita travessa = adeus assento de palha! Sorriso rasgado

  • Embalagens de queijo fresco usadas para as sementeiras na horta

    Cá em casa começámos as sementeiras no último fim de semana e temos adiantado todos os dias um bocadinho. As sementeiras são um excelente pretexto para reutilizar embalagens. Tínhamos imensas guardadas para este efeito, mas mesmo assim não devem chegar. Entre elas destaca-se uma quantidade generosa de boiões de iogurte, embora as nossas favoritas sejam as dos queijos frescos. São de um material mais resistente e duradouro e muito boas de arrumar nas bandejas de esferovite que também fomos colecionando para este efeito. Além disso, já trazem o buraquinho pronto! Piscar de olho 

  •  

    Pés calçados com uns botins-pantufas com as solas restauradas

    O R. recebeu estas pantufas pelo Natal. A “sola” de tecido com relevos rugosos prometia transformá-las muito rapidamente em lixo. Bem dito, bem feito… uma semana de uso e começaram logo a surgir os primeiros buracos!