Acarinhamos

Eva Cartonera. Uma editora nada convencional que nos enche a alma. Ainda mal tivemos oportunidade de nos embrenharmos nos seus projetos, mas só ter-nos dado a descobrir o movimento cartonero já foi uma dádiva e tanto.

A convite de uma amiga, por agora participámos apenas com esta leitura de um excerto de O Retrato de Dorian Gray, mas logo que nos seja possível queremos mesmo pôr as mãos na massa numa oficina cartonera. Desde a máquina de escrever, à ilustração, à encadernação... porque criar o objeto livro é tão estimulante como usufruir do seu conteúdo!

Créditos: Vídeo de Sumon Error em Pexels