Slow living e simplicidade voluntária (Blog)

19904953 877219569093019 9092160211391109796 n

 

Foi uma estreia muito agradável e inesquecível. Mesmo que esta história acabasse aqui já teria valido todo o esforço. O local em plena Serra da Arrábida era estupendo. O evento, os temas tratados, os participantes e o público também. Foi uma oportunidade incrível de conhecer vários membros do Grupo Lixo Zero. Foi fantástico colocar um rosto e uma voz real nas pessoas com quem andávamos a trocar mensagens há semanas. E conseguimos o principal objetivo do Café Conserto: demonstrar que os objetos podem ter uma segunda vida e que não devem ser descartados sem mais, nem menos. Um candeeiro desconjuntado foi reconstruído, uma mochila rasgada e esgarçada teve direito a um sólido remendo e da junção de dois aspiradores avariados pertencentes ao mesmo dono conseguiu obter-se um aspirador a funcionar!

Posto isto, em que consiste concretamente um Café Conserto?

Estamos empenhados em que esta aventura não fique por aqui. Esperamos que ainda mal tenha começado. Andamos a divulgar a ideia e em busca de quem se apaixone por ela como nós. Precisamos de Anfitriões para quem faça todo o sentido acolher estes encontros nos seus eventos por Portugal afora. Pode ser em eventos diretamente relacionados com o Ambiente e a Sustentabilidade, mas também pode ser nos mercados de produtores locais ou biológicos ou junto com mercados de trocas e feiras de garagem. Na verdade, estamos abertos às sugestões e propostas dos Anfitriões, desde que se coadunem com as metas dos Cafés Conserto Portugal. , pode ser junto com feiras de artesanato, de antiguidades, pode ser emn Não é muito complicado ser anfitrião,Precisamos de Voluntários que se empenhem em fazê-los acontecer por todo o País. Precisamos de Público que queira experimentar este conceito e mudar a sua forma de encarar o "lixo". Anda por aí alguém que queira embarcar nesta aventura?

 

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

20106325 455568808142884 4929923727300694060 n

Desde que nos lembramos que nos sentimos bastante sós no que respeita às questões ambientais. Fomos sempre os esquisitos que separavam e reciclavam quando ainda quase ninguém o fazia e nós, para o conseguirmos fazer, tínhamos que nos deslocar ao Concelho vizinho, porque no nosso ainda não existiam contentores. A maioria dos nossos próximos sempre nos acharam um pouco bizarros quando começámos a separar o lixo orgânico para compostar, a separar o papel impróprio para a reciclagem e as cascas dos frutos secos para acender a lareira, a guardar frascos e latas para reutilizar, a recolher a primeira água do banho com balde, a deixar de usar amaciador na máquina da roupa, a levar os filhos à escola a pé, a optar por produtos biológicos, a lavar a casa com vinagre, a interessar-nos por Permacultura e coisas como casas de banho secas ou outras "bizarrias" do género de que agora nem me lembro. Nunca afetou a nossa determinação. Amamos a Natureza, amamos a Terra e a Vida nela, a Vida Humana incluída. Ponto final.

IMG 20170708 212219

Não tem havido tempo para vir aqui dar dois dedos de conversa. Estamos a aproveitar o verão e neste momento viver tem prioridade sobre escrever. Mas descobrimos uma pérola e seria quase um crime não bradar aos sete ventos a sua existência.

Hopeinaclimatechange

  • Situação do Mundo

Numa apresentação extremamente interessante recorrre-se à situação da escuridão no Mundo (no sentido literal e não figurado, isto é, a escuridão dos sítios onde ainda não existe eletrificação e onde está escuro na demonstração no Google Earth) como forma de refletir e demonstrar onde estão concentrados o desenvolvimento, o consumo energético, a utilização dos recursos e de assinalar as disparidades na utilização dos mesmos. O acesso a eletricidade na prática significa acesso a climatização, refrigeração, iluminação, transporte, ferramentas e maquinaria.

 52051

A delicadeza da ilustração de Annie French é pura Poesia Visual.