• Uma área coberta de rama de batata doce

    Temos uma floresta de batata doce debaixo do telheiro… Agora estamos a torcer para ter batatas! Dedos cruzados

  • Pequenas cenouras e respetiva rama a sair da terra

    Pela primeira vez na história da nossa horta, tivemos cenouras! O Sr. M. não tinha o hábito de as semear. Há uns anos atrás experimentámos com meia dúzia de sementes, mas não obtivemos sucesso. No verão de 2012 o Maxi-Puto convenceu-nos a tentar de novo e comprámos um pacote de sementes. O Sr. M. resolveu lançá-las à terra logo no outono, embora nem fossem essas as indicações do pacote.

  • Plano aproximado de uma malva-rosa em flor

    Este foi um dos muitos tesouros que o Sr. M. nos deixou. Tinha-as semeado no ano passado. Lembro-me que conversou comigo sobre o assunto, mas infelizmente não me recordo bem do que me disse. Pergunto-me se ele saberia a bela surpresa guardada naquelas sementes ou se teria ficado tão agradavelmente surpreendido quanto eu.

  • Mão sob uma camélia branca na árvore

    …preciso dizer adeus ao Sr. M.

  •  

    …podia ter sido um dia perfeito…

    27012013786

  • Vista dos tomateiros na horta

    Já apresentámos o blog. Já nos apresentámos. Chegou a altura de iniciarmos a escrita, senão o blog começa já a ganhar pó e ainda nem o estreámos!

    Andámos a semana toda em busca de inspiração. Queríamos uma ideia luminosa. Algo de extraordinário para marcar o início. Não vai acontecer.Vamos mesmo começar o blog com um dos momentos simples e doces com que preenchemos os nossos dias. Afinal, este é um blog de coisas simples que os nossos olhos veem como grandiosas e extraordinárias. Mais vale começá-lo já no tom certo.