•  

    Sandes de pasta de grão com abacate guarnecida com agriões

    Tinha abacates a que precisava de dar caminho. Resolvi experimentar uma sandes de pasta de grão com abacate guarnecida com agriões... Adorei!

  • duas fileiras de frascos cheios de doce de tangera, mas ainda sem etiquetas

    Por aqui somos sérios adeptos do “Do-it-yourself”. Cozinhamos, costuramos, restauramos, reparamos, pintamos, construímos, jardinamos… estamos sempre em atividade!

    Neste âmbito, nos últimos anos, o Natal tem-se tornado cada vez mais o momento por excelência do “Do-it-yourself” cá em casa! Cada vez mais, optamos por criar as nossas próprias lembranças. Este ano foi assim…

  • Latas e frascos forrados e reutilizados para embalar chá

    Recordam-se da nossa colheita de lúcia-lima? A necessidade de embalar aquele belo chá foi pretexto para reutilizarmos algumas latas e frascos.

  • Tabuleiro com tomates-cereja, vaso cheio de tomates grandes e um molho de beldroegas

     

    A colheita do dia: tomates cereja, tomates e beldroegas. Depois da rega, aproveitámos para colher parte das refeições do dia. Os tomateiros estão em força e as beldroegas este ano não param de brotar!

  • Hambúrgueres ainda crús com um aspeto muito semelhante a hambúrgueres de vaca

    Ontem optámos por um almoço vegetariano. E o que preparámos? Hambúrgueres. Piscar de olho

  •  Resultados de pesquisa sobre pirâmides alimentares nas imagens do Google

     

    Nunca nos apegámos a um regime alimentar em particular. Quando andava na faculdade ainda experimentei tornar-me vegetariana por razões éticas. A experiência durou perto de um ano, mas acabei por desistir porque a logística de ser vegetariano há vinte anos atrás era bastante complicada, sobretudo para quem precisava de comer fora regularmente.