Horta e Jardim


"We can never have enough of nature." - Henry David Thoreau


"It is a wholesome and necessary thing for us to turn again to the earth and in the contemplation of her beauties to know the sense of wonder and humility." - Rachel Carson


"The greatest change we need to make is from consumption to production, even if on a small scale, in our own gardens. If only 10% of us do this, there is enough for everyone. Hence the futility of revolutionaries who have no gardens, who depend on the very system they attack, and who produce words and bullets, not food and shelter." - Bill Mollison


All the problems of the world can be solved in a garden. - Geoff Lawton

Câmara discreta

Almirante-vermelho (Vanessa atalanta)

Data do registo: 17.05.2020

Temos algumas sebes de arbustos da variedade Ligustros da Califórnia (Ligustrum ovalifolium).

Só os podamos depois de florirem, porque no mês de maio, as suas flores fornecem alimento a uma enorme variedade de polinizadores.

São muito apreciadas pelas borboletas Almirante-vermelho em particular. Parecem adorar estas flores. Durante este período andam sempre 3 ou 4 borboletas destas em simultâneo nos arbustos, enquanto lhes dá o sol. Mais uma vez, a janela do atelier dá-nos uma vista privlilegiada para este espetáculo. Gratidão.

As cores das borboletas Almirante-vermelho são muito interessantes. Servem as necessidades de camuflagem deste inseto. As cores vivas da parte superior das asas ajudam-na a passar desapercebida quando voa pelos campos floridos. Quando poisa em zonas rochosas e pedregosas fecha as asas e ficam visíveis as cores ocre e cinzento da parte inferior, permitindo-lhe integrar-se na paisagem e "fintar" os predadores.