Horta e Jardim


"We can never have enough of nature." - Henry David Thoreau


"It is a wholesome and necessary thing for us to turn again to the earth and in the contemplation of her beauties to know the sense of wonder and humility." - Rachel Carson


"The greatest change we need to make is from consumption to production, even if on a small scale, in our own gardens. If only 10% of us do this, there is enough for everyone. Hence the futility of revolutionaries who have no gardens, who depend on the very system they attack, and who produce words and bullets, not food and shelter." - Bill Mollison


All the problems of the world can be solved in a garden. - Geoff Lawton

Organização

De jardim mediterrânico a jardim sobretudo xerófilo...

Durante o verão, o nosso pátio da frente é o nosso jardim de sol por excelência. Mas as condições particulares deste microclima têm tornado a escolha das plantas num verdadeiro desafio.

No verão, o local é soalheiro entre as 14h e o pôr-do-sol, com temperaturas que chegam a atingir os 50º. Em contrapartida, no inverno tem uma exposição solar de muito poucas horas já quase ao entardecer.

Nos primeiros anos, começámos por apostar em criar um jardim mediterrânico com algumas aromáticas como sálvia (Salvia sp.), alecrim (Rosmarinus officinalis) e lavanda (Lavandula sp.), sardinheiras (Pelargonium sp.) e açucenas (Hippeastrum sp.). O alecrim deu-se bem, mas como cresceu, tivemos que o transplantar. As lavandas não suportaram a falta de sol no inverno.Por mais que as regássemos, as sardinheiras definhavam como calor extremo do verão. Só a do pote conseguia preservar a humidade necessária. As pequenas floreiras suspensas não asseguravam nem o espaço, nem a preservação da humidade.

Por isso, nos últimos anos temos estado gradualmente a mudar para um jardim principalmente xerófilo, apostando em plantas capazes de resistir aos desafios deste espaço, quer no verão, quer no inverno. Vamos manter as açucenas e talvez experimentar outros bolbos, mas temos sobretudo estado a apostar em catos e suculentas. Mesmo assim, nem todas resistem ao frio do inverno, particularmente às geadas. Possivelmente teremos que habituar-nos a recolher e proteger algumas nos meses mais frios.

Sardinheiras (Pelargoniuns) só vamos manter a do pote, porque resiste bem às condições locais. As restantes temos estado a mudar de lugar, para um pequeno recanto com melhores condições para recriar um ambiente mediterrânico.

Estamos a observar, a experimentar e a aprender. E vamos documentar esse processo aqui.

Atualização 04.06.2021 - Observámos com atenção o muro onde está o pote. Concluímos que abriga as plantas tanto do sol, como do vento e talvez até das geadas. Decidimos aproveitá-lo para manter mais alguns pelargoniuns além do que está no pote. Vamos ver como reagem a passar ali um verão.